Ouça nossa webradio

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Coordenador da Abraço de Rondônia critica ABRAÇO Nacional e pede renovação

Edmilson Costha (esquerda) da Abraço RO

O radialista Edmilson Costha, Coordenador Geral da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária em Rondônia, afirmou que a congênere nacional está desacreditada, principalmente pelo envolvimento político dos seus dirigentes. “Com Soter e Valdecir, a vaca vai pro brejo. Eles controlam a organização, impedem as mudanças para democratizar e usam a Abraço para fins políticos”, disse Costha. Para ele, o atrelamento político vem esfacelando o movimento de radcom. “Pela terceira vez, adiaram o VIII Congresso da entidade para agosto de 2015, porque até para um evento desses, eles dependem de verbas públicas oriundas de emenda da deputada Luiza Erundina”, informa ele, para quem o ideal seria que todas as Abraço bancassem suas despesas.
Sobre o Movimento Nacional de Rádios Comunitárias, que está se organizando a partir de bases em São Paulo e Rio Grande do Sul, Edmilson Costha também não tem muitas esperanças de que saia uma renovação para enfrentamento das lutas pela democratizações da comunicação via rádios comunitárias e livres. Para ele, esse Movimento também só vai servir de massa de manobra de políticos e ativistas de esquerda. “O Jerry Oliveira não quer nem que tenham um registro de CNPJ, para que seja um movimento calcado no MST”, afirmou, acreditando que o MNRC já nasce “um pouco sem rumo.”
Edmilson Costha faz parte da Rádio Comunitária Rio Madeira FM, de Porto Velho, a partir da qual vem procurando reorganizar as lutas, conforme esclarece.