PORTO DO CAPIM RADIOWEB

sábado, 20 de dezembro de 2014

Rádio comunitária de Santa Catarina recebe prêmios pela excelência da programação


Equipe da Rádio Comunitária Voz Livre


A Rádio Comunitária Voz Livre, de São Ludugero, Santa Catarina, recebeu o Prêmio Destaque, com 67% de indicação em enquete independente, e o “Top de Mídia” no quesito rádio, com 51% de audiência, sendo que a segunda rádio, comercial, aparece com 18% e as emissoras que conseguiram o terceiro e quarto lugar atingiram apenas 8% na pesquisa.

O radialista Luizinho, da coordenação da Rádio Voz Livre, afirmou que a rádio sobrevive sem nenhuma ajuda do poder público. “Atualmente, diante desses números de audiência, a Prefeitura já nos procura para firmar convênios, acenando para parcerias em 2015”, disse ele, frisando que os representantes dos poderes já assumem que a rádio é de toda comunidade. Segundo Luizinho, a rádio terá novos desafios em 2015, entre eles a capacitação da equipe técnica para áreas específicas, “para melhorar ainda mais a programação, principalmente nos finais de semana”. 

Para o comunicador, a Rádio Comunitária Voz Livre conseguiu obter o respeito de muitos “que agora começam a entender que uma rádio comunitária pode ter qualidade, com liberdade para mostrar os fatos que a imprensa tradicional coloca debaixo do tapete, por pressão do poder econômico”.  Batendo de frente com as grandes emissoras da região, a Comunitária Voz Livre vem assumindo papel importante na mídia popular de São Ludugero e entorno.

Poeta debate cultura de Sapé/PB no “Alô comunidade” deste sábado


O poeta Jairo Cézar, Secretário de Cultura de Sapé, é o entrevistado de hoje, 20, na Rádio Tabajara da Paraíba AM (1.110 KHZ) no programa “Alô comunidade”.

O programa promove ainda lançamento de nova música do compositor itabaianense Orlando Otávio, classificada no II Festival de Música Popular de Pombal.

Ouça pela Rádio Tabajara da Paraíba AM (1.110), Rádio Web Comunitária Porto do Capim e mais 12 rádios comunitárias e a cabo espalhadas pelo Estado.

“Alô comunidade” é uma produção da Sociedade Cultural Posse Nova República, Coletivo de Jornalistas Novos Rumos e Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, em parceria com Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares.

Produção e apresentação de Dalmo Oliveira, Fábio Mozart e Beto Palhano.

Ouça em tempo real pela internet:




sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

ALAGOAS

Gestores de rádio comunitária em Inhapi são condenados por operar transmissor de 18 Watts

 


O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) negou provimento, nesta terça-feira (02), às apelações de J.A.R.G. e M.A.N.G., condenados ao pagamento de multa no valor de R$ 20 mil, cada, prestação de serviços comunitários e proibição do exercício da atividade de rádio comunitária ou quaisquer outros serviços de telecomunicações pelo prazo de quatro meses. Os réus foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) pela atividade de telecomunicações sem outorga do Governo no município de Inhapi, em Alagoas.
Agentes de fiscalização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) constataram, no dia 23 de abril de 2009 que os acusados estariam cometendo o crime de exploração clandestina de radiodifusão, em razão da ausência de outorga do Ministério das Comunicações para prestar o serviço de comunicação, mediante o uso de espectro de rádio frequência pela Rádio Inhapi FM 89,3 MHZ.
O crime de utilização de telecomunicações não se caracteriza quando o aparelho dado como instalado é de baixa potência e alcance, sem demonstração de interferência nas telecomunicações. Segundo últimas decisões nos tribunais superiores, “não é socialmente útil a condenação dos envolvidos, cuja conduta deve ser punida apenas na esfera administrativa”.
A rádio comunitária de Inhapi era mantida pela Associação dos Filhos e Amigos de Inhapi, tendo como maior propósito a prestação de serviços aos cidadãos locais, a exemplo da divulgação de programas socioeducativos, além de outros assuntos de interesse da comunidade.


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Abraço Potiguar é reconhecida como entidade de utilidade pública estadual

A governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, sancionou que a Abraço Potiguar (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária do Rio Grande do Norte), fica reconhecida como entidade de utilidade pública estadual. A Lei 9.865 entrou em vigor no dia dez de dezembro de 2014, data de sua publicação.

A Abraço Nacional parabeniza todos os comunicadores, da Abraço Potiguar, que junto às suas comunidades, teve seus serviços reconhecidos como forma de contribuição com o desenvolvimento social e cultural do estado.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Mobilizações marcam cinco anos da I Confecom



 

Ações de rua, eventos, debates e atos em defesa da democratização da mídia foram realizados em quatro capitais durante toda esta semana.

Na semana em que a I Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) completa cinco anos, movimentos sociais, sindicatos e outras entidades ligadas ao Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) realizaram uma série de atividades para cobrar do governo a implementação das resoluções aprovadas em 2009. Brasília, Rio de Janeiro, Recife e Curitiba foram palcos de passeatas, eventos e outras ações. 

A programação da semana foi aberta na segunda (8/12), com o ato Mais Democracia, Mais Direitos!, focado na democratização da comunicação e na reforma política com participação popular. Cerca de 600 ativistas participaram da passeata entre os Arcos da Lapa e a Cinelândia, onde personalidades e parlamentares como Modesto da Silveira, advogado e histórico defensor dos Direitos Humanos, a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) e os deputados estaduais Carlos Minc (PT), Robson Leite (PT) e Enfermeira Rejane (PCdoB), ex-Deputado Vivaldo Barbosa (PSB) e o Vereador Reimont (PT) prestaram seu apoio às reivindicações.

Milhares de panfletos foram distribuídos à população, convocando a participar dessa luta e a assinar o PLIP da Mídia Democrática. O FNDC esteve representado por várias de suas entidades (Intervozes, Barão de Itararé, Sindicato dos Jornalistas, SindiPetro, CUT, ARPUB, AMARC, TV Comunitária Rio, TV Comunitária Niterói, ARCO-RJ/MNRC, Rio BlogProg). 

"Foi uma primeira iniciativa juntando várias campanhas e entidades, esquentando os ânimos para as grandes mobilizações que preparamos para 2015", afirmou Orlando Guilhon, membro da Coordenação Executiva no FNDC. A coleta de assinaturas para o Projeto Popular de Iniciativa Democrática da Mídia Democrática prosseguiu durante toda a semana em sindicatos, escolas, universidades e outros espaços coletivos. Neste sábado, a partir das 13h, será realizado outro ato público em desagravo aos nordestinos e pela democracia, na Feira de São Cristóvão.



Rádio comunitária de Rondônia acusada de desvio de recursos públicos


Coletiva de imprensa do Ministério Público de Rondônia para anunciar  as ações contra entidades

A Rádio Comunitária Verde Amazônia, de Rondônia, foi citada pelo MP de Rondônia como envolvida no esquema de desvios de recursos públicos através de emendas parlamentares de oito deputados estaduais. “São entidades reconhecidas de Utilidade Pública com o único intuito de desviar dinheiro público”, disse o relatório, onde constam ainda a Associação Cultural Evolução, Sociedade Carnavalesca e Filantrópica Arco Iris e a OSCIP Paz e Filhos.

Três servidores da Assembleia Legislativa que estavam à disposição da pasta foram afastados, assim como o sub-chefe da Casa Civil, Paulo Werton Joaquim dos Santos, sobrinho de “Zezinho do Maria Fumaça” e por onde eram iniciados os procedimentos para convênios.

Três mandados de prisão foram expedidos, sendo cumpridos apenas dois: o empresário Zezinho Maria Fumaça, seu funcionário Charles Henrique. O promotor de eventos gospel Rodrigo Guerreiro já é considerado foragido da justiça, pois não foi preso e não se apresentou até ao meio dia.

O responsável pela Rádio Comunitária Verde Amazônia é José Giovane Basílio, que mantém ainda outorga de uma rádio educativa, essa sem atividade. A Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária em Rondônia, através do seu Coordenador Geral, Edmilson Costha, disse em nota oficial que a rádio envolvida nessa operação não faz parte da Abraço-RO. “Não compactuamos com qualquer irregularidade que essa emissora ou qualquer outra venham a cometer”, afirmou Edmilson.

Em declaração exclusiva para o blog da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, Edmilson Costha revelou que José Giovani Basílio atua no meio político através de entidades controladas por ele, a fim de se beneficiar com recursos públicos e cargos nos gabinetes dos políticos. “Ele tem ainda um Instituto que não apareceu ainda nas investigações, além disso tem em seu poder várias procurações de outras pequenas entidades de rádio comunitária com as quais negociava favores e cargos comissionados”, declarou. “É uma pessoa que nunca se envolveu com o movimento de rádios comunitárias sérias, sua rádio funciona como uma comercial”, finalizou Costha.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Alo Comunidade 174 ZEZITA MATOS

 



Nesta edição Fábio Mozart entrevista a atriz e pedagoga Zezita Matos. Tem ainda homenagem especial ao Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Produção e apresentação de Fábio Mozart com sonoplastia de Maurício José Mesquita.