quarta-feira, 16 de abril de 2014

Deputada opina sobre a truculência da Anatel em relação às rádios comunitárias



 Em entrevista à Agência Abraço, a deputada Luciana Santos (PC do B/PE), autora do Projeto que garante recursos para a manutenção da imprensa alternativa, falou sobre o PL 7354/2014, que considera a grande importância de emissoras de rádio e TV comunitárias, educativas, produtoras regionais independentes e veículos de comunicação de pequeno porte. 


As rádios comunitárias são constantes vítimas de ações truculentas da Anatel. Na sua opinião, o que pode ser feito para que o governo e os órgãos que fiscalizam as mídias alternativas, tenham mais cuidado com os veículos que transmitem a voz das comunidades?

LS: Acredito que justamente por não haver tradição com relação a complementaridade dos sistemas de comunicação no Brasil, e também pela herança dos costumes do regime ditatorial, haja certa dificuldade em compreender  o papel das emissoras comunitárias. Isso no âmbito do Governo, mas também da população. As comunidades precisam se empoderar mais desses veículos. Compreender seu papel, sua importância para a democracia e para a cidadania e, desse modo, fazer uma defesa mais apropriada desse meio de comunicação tão estratégico. O sistema, de modo geral, e aí incluo Governos, Legislativos e órgãos de controle também precisam conhecer mais sobre as rádios comunitárias. Boa parte dos critérios que levam a fiscalização a situações, como você citou, de truculência poderiam ser resolvidos com um pouco mais de conhecimento técnico, com um amparo legal ajustado e melhor definido e, naturalmente, com diálogo que ainda é a melhor ferramenta das relações humanas.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Representante de rádio comunitária na Paraíba será delegado no encontro nacional de pontos de cultura

O Diretor de Operações da Rádio Comunitária Voz Popular, de João Pessoa, Daniel Pereira (foto), será um dos delegados que representará a Paraíba na TEIA NACIONAL em Natal. Após votação por segmento na TEIA PB, Daniel foi eleito pelo movimento de Rádios Comunitárias e levará o tema para discussão na TEIA Nacional.

A 3ª Teia Paraíba, ocorrida de 10 a 12 de abril em Campina Grande, foi uma ação que compõe a etapa estadual da Teia Nacional, que esse ano acontecerá de 19 a 24 de maio, em Natal (RN). Na etapa paraibana, os participantes escolheram seus representantes na etapa nacional, bem como os delegados que terão direito à voto na plenária do Fórum Nacional de Pontos de Cultura. Durante a TEIA, foram formados grupos de trabalho que debateram temas transversais às atuações dos Pontos de Cultura, relacionados aos direitos culturais, cidadania, sustentabilidade, legislação e comunicação.


A Rádio Comunitária Voz Popular conseguiu aprovação de projeto junto à Fundação Cultural de João Pessoa e o MINC do Governo Federal, ganhando recursos para estruturar o Ponto de Cultura Voz da Periferia, que irá funcionar na sede da instituição na Comunidade São Rafael.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

A AMARC Brasil lança campanha “Rádio vs. Futebol – quem ganha a Copa Antidemocrática?”


A “Copa das Copas” está chegando. E vai trazer o quê? No caso das rádios livres e comunitárias sem outorgas a gente já sabe: vai trazer mais repressão. Em comunicado oficial enviado às organizações que trabalham com comunicação comunitária, a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) anunciou que reforçará a fiscalização para “garantir a viabilidade das comunicações para a Copa do Mundo de 2014”.

Isto significa que a ANATEL pretende silenciar o direito à comunicação no ar para garantir o ‘bom’ funcionamento da grande mídia. Porém, não vão conseguir nos calar. A reposta à repressão vem repleta de originalidade e reflexão a respeito de quem sai ganhando e perdendo durante uma Copa que tem dois grande representantes extremamente populares em suas áreas. De um lado o rei dos esportes: o Futebol e do outro, o mais abrangente veículo de comunicação presente no cotidiano de todos os brasileiros: o Rádio.

E ai, em quem você aposta? O confronto Rádio vs Futebol – quem ganha a Copa Antidemocrática? começa no dia 28 de abril pelo site http://radiofutebol.amarcbrasil.org/.

As regras deste jogo são bem simples: A cada semana acontece um jogo conduzido por quatro mãos. Dois craques do nosso time de autores competem em pênaltis verbais: Enquanto um vai chutar argumentos sobre os déficits democráticos do Futebol, o outro vai contra atacar com criticas ao rádio. E o vencedor deste campeonato são vocês quem vão decidir votando naquele que através das palavras conseguiu marcar o melhor gol. Após onze semanas vamos conhecer o grande ganhador da taça Copa Antidemocrática.

Além de promover a cidadania, a campanha também chama o público para participar de iniciativas atuais como as petições sobre o Projeto de Lei de Iniciativa Popular e a do Bom Senso F.C.. Ambas dedicadas a fazer do rádio e do futebol, meios mais justos, participativos e democráticos.

Se você também ficou a fim de participar da campanha Rádio vs Futebol – quem ganha a Copa Antidemocrática? como autor ou autora, mande um e-mail para radio.vs.futebol@gmail.com e garanta a sua vaga num campeonato que promete dar o que falar neste ano 2014.

domingo, 13 de abril de 2014

“Alô comunidade” entrevista o mais velho radiodifusor comunitário da Paraíba

Seu Theo (à direita) e Fábio Mozart no estúdio da Rádio Tabajara da Paraíba AM, com seu livro de poesias
A Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares entrevistou neste sábado (12) João Theotônio de Carvalho, o mais antigo radiodifusor comunitário da Paraíba. Poeta, ator amador, radialista, ex-atleta do Auto Esporte Clube e líder comunitário do bairro Bancários, em João Pessoa, João Theófilo, conhecido como Seu Theo, foi o entrevistado do Programa “Alô comunidade”.

Seu Theo botou no ar uma rádio em frequência modulada na década de 1950 na Usina de Açúcar São João, no município de Santa Rita, onde foi discotecário, locutor, apresentador, rádio-ator e noticiarista. Achando pouco, fundou um grupo teatral e trabalhava como uma espécie de animador cultural da comunidade.

Na capital da Paraíba, trabalhou em todas as rádios locais, como comentarista esportivo. Seu Theo é ouvinte há quase três anos do programa “Alô comunidade”, que considera padrão no rádio paraibano, “pelo seu conteúdo e competência dos apresentadores”.  Para Fábio Mozart, um dos produtores do programa, este é o espírito do “Alô comunidade”, dar visibilidade a personalidades do povo, focar nas pessoas simples, mas que têm uma contribuição dada à sociedade, com conteúdo genuinamente paraibano.


sábado, 12 de abril de 2014

Programa de rádio comunitária prestigia ouvinte

Ouvindo o ouvinte de rádio

A rádio Tabajara da Paraíba completou 78 anos de transmissão ininterrupta, sendo a quarta emissora mais antiga em atividade no país. Antes da Primeira Guerra Mundial, quando dos primeiros experimentos radiofônicos, a imprensa noticiava: “as ondas de rádio poderão, no futuro, ser uma arma de guerra, explodindo minas à distância ou lançando torpedos”. O rádio revelou-se uma arma de paz.
E como arma de paz, o rádio reúne as pessoas, e aqui na amplitude modulada da Tabajara, a velha AM, faz 3 anos que a Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares está no ar com esse programa “Alô comunidade”, tempo que tivemos a satisfação de reunir muitos amigos ouvintes. Um deles é João Teotônio Carvalho que mora no bairro dos Bancários em João Pessoa e hoje está aqui para nos visitar e conversar conosco.
O programa “Alô comunidade” começa às 14 horas na Rádio Tabajara da Paraíba AM (1.110 Khz) – Produção da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares – Coletivo de Jornalistas Novos Rumos – Ponto de Cultura Cantiga de Ninar. – Sociedade Cultural Posse Nova República – Apresentação de Fábio Mozart, Dalmo Oliveira e Beto Palhano.
Ouça o programa em tempo real pelo site:



sexta-feira, 11 de abril de 2014

Radialista comunitário é ameaçado de morte no agreste da Paraíba


O radialista Josemar Tavares (foto), da Rádio Comunitária Rainha de Itabaiana, Paraíba, que apresenta programa jornalístico, denunciou nesta sexta-feira (11) que foi ameaçado de morte após realizar enquete no seu programa.

A denúncia foi feita nas redes sociais, onde o radialista contou que fez uma pesquisa no ar sobre a atuação dos vereadores locais durante o programa, onde os ouvintes indicavam quem seria, na opinião do público, o melhor e o pior vereador. A enquete mostrou que o melhor vereador, na opinião dos ouvintes, é Wellingson Chaves e o pior seria o Pastor Ronaldo Gomes.

Ainda segundo a denúncia do radialista, ele estava em Campina Grande quando recebeu ligação telefônica anônima, com ameaças. “Disseram que o que é meu ta guardado, e já sei de quem se trata, vou tomar as providências, mas ninguém me intimida”, disse Josemar.

Esta não é a primeira vez que o radialista é ameaçado, tendo sofrido até agressão física de um secretário da Prefeitura local no ano passado.  “Todo radialista que não pratica um jornalismo de acomodação no interior sofre esse tipo de pressão”, afirmou Fábio Mozart, comunicador de rádio comunitária. Para ele, esses profissionais não têm nenhum amparo de entidades como a Associação Paraibana de Imprensa ou o sindicato da categoria, “por força de forte preconceito contra as rádios comunitárias entre os próprios colegas radialistas”, acredita.




Coletivo de comunicadores consolida atuação na comunicação colaborativa na Paraíba

Dalmo (agachado à esquerda) tem colaborado com iniciativas de comunicação
comunitária, como a Rádio Porto do Campim | Foto: Olga Tavares
Nos últimos anos o Coletivo de Jornalista NOVOS RUMOS redirecionou seu foco para a comunicação comunitária paraibana, especialmente para a promoção da radiofonia comunitária. O primeiro passo politico do grupo foi se inserir na Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO-PB), quando, a partir de 2010, ativistas do coletivo, como Dalmo Oliveira, Fabiana Veloso e Mabel Dias, foram convidados a compor a coordenação da entidade.