Ouça nossa webradio

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

GURINHÉM/PB

Locutor de serviço de som acumula função de DJ e gerente de futura rádio comunitária


José Mailton Paiva
O radialista José Mailton, 27 anos, vive em função do sonho de um dia atuar em uma grande emissora de rádio, ou mesmo uma pequena rádio comunitária. Em sua cidade, Gurinhém, Paraíba, ele alimenta diariamente o que pode ser o embrião da futura rádio comunitária de sua cidade, o serviço de alto-falante Central, de propriedade de Paulo Cesar, mas que é gerenciado pelo José Mailton, o qual acumula os cargos de técnico, locutor, gerente, programador e diretor comercial. A difusora está no ar desde os anos 1990, irradiando música escolhida, noticiário e informações de interesse público.

José Mailton já trabalhou em uma rádio comunitária na cidade de Ingá e tentou exercer seu talento de locutor nas emissoras comerciais da região, sem sucesso. “Não tenho registro no Ministério do Trabalho, não temos curso de habilitação de radialismo para pessoas de escolaridade média, por isso é muito complicado, mesmo porque nós, do interior, somos muito esquecidos”, lamenta-se. Com uma gratificação de R$ 150 por mês, ele se conforma em estar no ar de cinco da manhã até às dezoito horas todos os dias na difusora. A estrutura é modesta, só duas cornetas sob uma torre de trinta metros de altura localizada no centro da cidade, cobrindo metade do perímetro urbano de  Gurinhém. O dono da difusora só aparece às nove horas da manhã para apresentar seu programa religioso, o “Momento de reflexão”. No restante do dia, o estúdio é de José Mailton comandando a aparelhagem sonora, atendendo ligação dos ouvintes e irradiando o som amplificado de um sonho.

A cidade de Gurinhém está dentro do Plano Nacional de Outorga de Rádios Comunitárias do Ministério das Comunicações, mas as dificuldades burocráticas impedem manifestações oficiais de interesse, mesmo porque, segundo confidenciou o próprio José Mailton, “por não poder ter dono, concessão de rádio comunitária não interessa a quem se dedica a isso, como os pequenos empresários de comunicação do interior”. As entidades sem fins lucrativos como o Sindicato dos Trabalhadores Rurais produzem seus programas de rádio na Cultura de Guarabira AM. “Até a Prefeitura tem programa na Rural, e nós apenas retransmitimos, porque difusora não tem status, não é muito prestigiada”, alegou.


A Difusora de Gurinhém está se preparando para retransmitir o programa “Alô comunidade”, da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, produção do Coletivo de Jornalistas Novos Rumos, Ponto de Cultura Cantiga de Ninar e Sociedade Cultural Posse Nova República, o único programa temático sobre comunicação alternativa transmitido em uma rádio pública no Brasil.  Enquanto a difusora espera sua vez para transmitir em frequencia modulada, e assim galgar prestígio, popularidade e credibilidade, segundo os conceitos da mentalidade local, José Mailton pretende editar informes semanais sobre sua comunidade especialmente para o programa. “Escuto sempre a Tabajara e faço um apelo: melhorem o áudio da emissora porque o sinal está chegando muito baixo aqui em Gurinhém”, finalizou.