Ouça nossa webradio

domingo, 18 de novembro de 2012

Rádios comunitárias prometem invadir Brasília para garantir sobrevivência das emissoras populares


Representantes de rádios comunitárias protestam contra perseguição da Anatel e da Polícia Federal

O movimento de rádios comunitárias no Brasil está preparando uma grande marcha em Brasília, nos dias 6 e 7 de dezembro, onde está agendada audiência com o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, com o qual as lideranças pretendem discutir mudanças na Portaria 01/2011, do MC, que “é um grande entrave para a liberdade desses meios de comunicação popular”, segundo Jerry Oliveira, da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária em São Paulo.

Ainda conforme Jerry Oliveira, as rádios comunitárias, por meio de suas organizações, já entraram com ação na Justiça, junto à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal, contestando a norma do Ministério das Comunicações que impede, entre outros entraves, a publicidade comunitária nas rádios de baixa potência. “É um atentado contra a liberdade e uma forma de matar as pequenas emissoras das comunidades pobres” avalia Oliveira.

Outro assunto que também preocupa os radiodifusores comunitários é a situação do Rádio Digital, “que se não nos mobilizarmos à tempo, seremos destruídos com a digitaliação do modelo americano que nos exterminará”, disse Jerry. Para pressionar o Ministério das Comunicações, o movimento de rádios comunitárias está preparando essa grande caravana para Brasília, “pedindo a revogação da Portaria 01/2011, além de tentarmos impedir o golpe do rádio digital”, finalizou Jerry.

Fábio Mozart, Diretor de Programação da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, em João Pessoa, Paraíba, é um dos que estarão em Brasília para a marcha das rádios comunitárias. “Vou buscar apoio para as despesas de passagens, mas já me programei para estar lá, nessa ação massiva por novas normas que garantam a sobrevivência das rádios comunitárias”, afirmou.