Ouça nossa webradio

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Dissertação enfoca jornalismo nas rádios comunitárias


Programa informativo da Rádio Comunitária Cantareira. A emissora foi alvo do estudo de Cilto


O estudante Cilto José Rosembach, de São Paulo, produziu dissertação para programa de Pós-graduação em Comunicação e Semiótica, apresentada à Banca Examinadora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. O estudo analisa o jornalismo nas rádios comunitárias a partir doparadigma da comunicação popular, alternativa e da contextualização histórica das rádios comunitárias no Brasil. 

A programação jornalística de duas rádios comunitárias no Estado de São Paulo é analisada a partir do referencial teórico que elucida a comunicação popular e prioriza os conceitos de jornalismo popular. São analisadas a Rádio Cantareira FM 107,5, de Vila Isabel, distrito de Brasilândia, São Paulo, capital, no ar desde 1995, e  a Rádio Nova Esperança FM 87,9, de Vila Esperança, Cubatão/SP, no ar desde 2003. Nas considerações finais, baseadas em estudos de caso, apresenta-se as possibilidades de contribuição do jornalismo comunitário para a democratização da comunicação e a construção da cidadania. São também apontados os limites e os desafios desse paradigama de comunicação.