Ouça nossa webradio

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Associação põe primeira rádio comunitária de Olímpia no ar




Depois de vários anos enfrentando a burocracia imposta pelos setores que controlam as emissoras de rádio e televisão no Brasil, a Associação Cultural e Educadora de Olímpia, que é presidida pelo jornalista, advogado e filósofo José Antônio Arantes  colocou no ar recentemente a primeira rádio comunitária de Olímpia.

“Foi uma verdadeira batalha que foi iniciada há quase uma década para atender a todos as exigências da lei que possibilitou a implantação das rádios comunitárias no Brasil”, explicou Arantes.

Depois de aprovada pelo Ministério das Comunicações, a implantação da primeira rádio comunitária de Olímpia teve que ser aprovada pelo congresso nacional para só assim ser expedida a licença definitiva que é de 10 anos de exploração do canal 254 em 98,7 mhz.
Segundo o jornalista, a rádio comunitária é diferente das normais, pois a lei que as criou deu uma finalidade cultural e sem visar o lucro para ela. A lei diz inclusive, que ela não pode comer­cializar propagandas, mas para garantir a sua sobrevivência pode obter os chamados apoios culturais onde pode ser divulgada a logo­marca da empresa, seu endereço com telefone e o endereço na internet.

A rádio Cidade está instalada na Rua Silva Jardim, número 68, região central da cidade, onde uma torre de 30 metros foi instalada e o prédio foi adaptado para o seu funcionamento.
O joralista destaca que a rádio Cidade já está no ar com uma programação musical, jornalística e aberta para a divulgação dos problemas que afligem a comunidade e para qualquer cidadão fazer sua reclamação, sugestão e discussão dos problemas do município. As entidades também podem utilizar a emissora para a divulgação de seus eventos e qualquer coisa que seja de interesse da coletividade.

A rádio Cidade também está aberta para os grupos e cantores olimpienses que queiram divulgar suas músicas em sua programação. “A intenção da Associação é promover uma rádio que seja realmente a Voz da Comunidade”. “E sempre estará promovendo debates com pessoas da comunidade sobre os mais variados assuntos”, acrescenta Arantes.
Nas últimas semanas, por exemplo, já foram discutidos temas ligados à segurança, educação e os principais temas do momento, com o delegado e professor universitário João Bro­ca­nello Neto e com o advogado Gilson Eduardo Delgado que já foi presidente da subsecção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), local.

Também segundo Arantes, a secretária da Educação, Eliana Antonia Dua­r­te Bertoncello Monteiro, já foi falar sobre as atividades da sua pasta e sobre o próprio setor da educação; assim como o professor Ivo de Souza também ocupou o espaço jor­na­lístico para lançar seu novo livro e falar sobre cultura e educação; a emissora já recebeu também a vereadora Izabel Cristina Reale Thereza, que utilizou os microfones da emissora para falar sobre pedofilia.
A rádio Cidade, na frequência de 98,7 mhz, conta Arantes, tem apresentado uma programação musical pautada nos sucessos de hoje, ontem e sempre e com uma plástica limpa que torna as transmissões interessantes para vários gostos.

Além do horário entre 11h30 e 13 horas, que é dedicado ao jornalismo, a pretensão da direção da Associação é utilizar os sábados e domingos, preferencialmente com uma programação cultural.

http://www.ifolha.com.br