Ouça nossa webradio

domingo, 12 de maio de 2013

Adeildo Vieira fala sobre a moça que se encantou com a rádio comunitária


Andréia Santos

“Puxa, que depoimento maravilhoso dessa moça, Andréia Santos, sobre sua iniciação na rádio comunitária!

Essa menina tem a consciência da responsabilidade social que se precisa ter ao empunhar um microfone em uma emissora de rádio. Mas também, iniciou sua paixão por este meio de comunicação numa das mais importantes rádios comunitárias que a Paraíba já teve, a Rádio Araçá, na cidade de Mari.

Certa feita, eu fui convidado por Jota Alves, então integrante da emissora, para fazer um show num evento de uma campanha para comprar um link pra Rádio Araçá poder fazer externas. Pra mim foi um prazer contribuir, ainda que pouco, para que esse coerente meio de comunicação se firmasse cada vez mais perante sua comunidade.

O que dá pena é saber que muitas rádios comunitárias alimentam o desejo de ser uma "Transamérica de fundo de quintal", reproduzindo os conceitos de grandes redes que atentam contra os reais interesses da sociedade, além de outras tantas servirem de cabide eleitoral para políticos inescrupulosos. A Rádio Araçá nasceu com outro intento, o que me fez, em certo momento de sua história, com que eu me deslocasse pra Mari a fim de contribuir com os projetos da emissora.

Desconfio que, mesmo tendo tomado outros rumos, Andréia Santos vai voltar aos estúdios de rádio, isso para o bem da radiofonia paraibana. Triste é saber que tem muita gente maculando a grandeza desse veículo.”

ADEILDO VIEIRA