Ouça nossa webradio

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Coordenadores da ABRAÇO lamentam mais um ataque contra as rádios comunitárias


Estúdio da Rádio de Santa Cruz do Sul

O radialista comunitário Alan, do Rio Grande do Sul, estranha a passividade do movimento diante de um fato desses, inusitado. É o primeiro caso no Brasil de uma rádio comunitária outorgada ser impedida de transmitir. Para Alan, o fato é significativo após seis meses da realização da Confecom. “Não vejo nenhuma manifestação dos lutadores da democratização das comunicações, me impressiona a passividade”, disse ele.

A emissora vítima da Anatel foi a Rádio Comunitária de Santa Cruz do Sul-RS, outorgada desde 2004, tirada temporariamente do ar “pelas mãos de brigadianos a serviço da ANATEL - Agência Nacional de Atentado aos Trabalhadores e Lutadores”.

O advogado João Carlos Santin, Coordenador Jurídico Abraço Nacional, disse que ainda há tempo para esclarecer este fato hediondo e tomar todas as providências legais e políticas. “Acho importante a Abraço fazer um documento sobre o fato”. E sobre a Confecom, ele declarou que “há muito nariz empinado para pouca vergonha na cara”. Segundo ele, a Abraço Nacional tomará todas as medidas cabíveis para repudiar "tal fato abusivo, arbitrário, ilegal e insano".