Ouça nossa webradio

quarta-feira, 19 de março de 2014

Pesquisa mostra desconfiança da população com meios de comunicação tradicionais

Com objetivo de investigar a opinião da população brasileira sobre os meios de comunicação, a Fundação Perseu Abramo realizou pesquisa sobre temas como o grau de concentração da mídia e sobre o regime de concessões das TVs e rádios, além da penetração da internet nos lares.

De acordo com a pesquisa, 34% dos entrevistados acreditam que quando tratam de política e economia, os meios de Comunicação no Brasil costumam defender seus próprios interesses. Além disso, 65% das pessoas não concordam com tudo que os veículos de comunicação publicam.

A pesquisa mostrou que 79% da população pesquisada ouve rádio, sendo que 69% desse total acompanha o veículo diariamente. O resultado é menor apenas que o da TV aberta, que conta com 94% da população. A margem de erro prevista é de 2 pontos percentuais para os resultados com o total da amostra e varia de 3 a 5 pontos percentuais para os resultados nas macrorregiões brasileiras.

Tendo por objetivo principal investigar as percepções da população brasileira sobre os meios de comunicação, a pesquisa abordou temas como o conhecimento sobre o grau de concentração da mídia e sobre o regime de concessões das TVs e rádios, a penetração da internet, a percepção sobre a neutralidade dos meios e opiniões sobre sua regulamentação, com destaque para como diferentes setores sociais se vêem representados, em interesses e imagens, pelos meios que consomem. A empresa que realizou a pesquisa colheu 2.400 entrevistas junto a uma amostra representativa da população brasileira com 16  anos e mais, cobrindo as áreas urbana e rural de 120 municípios (estratificados em pequeno, médio e grande porte), das cinco macro-regiões do país.