Ouça nossa webradio

quarta-feira, 12 de março de 2014

Deputado da Paraíba pede punição para os agressores de rádio comunitária


O deputado Carlos Dunga fez um apelo às autoridades policiais e pediu máximo empenho na apuração dos fatos que motivaram o incêndio que destruiu os estúdios da rádio comunitária Pedra Branca FM, ocorrido no último sábado (8).

O deputado disse que assim que tomou conhecimento do fato entrou em contato com as autoridades competentes para além de relatar o ocorrido, pedir para que não meçam esforços na elucidação desse ato criminoso. Dunga disse que graças a Deus no momento do incêndio não havia ninguém na emissora, que ficou completamente destruída.

Carlos Dunga disse que tal expediente deve ser repudiado e combatido com o máximo rigor da lei. Ele espera que os responsáveis pelo incêndio sejam rapidamente identificados e punidos pelo crime que cometeram. "Esperamos que nossas autoridades trabalhem com afinco para apurar esse verdadeiro crime, que chocou a sociedade da nossa querida cidade de Pedra Branca", destacou.

As rádios comunitárias na Paraíba não têm uma organização consistente, é o que se vê com mais esse episódio de violência contra esse tipo de emissoras controladas, teoricamente, pelas comunidades. “É cada um por si e nada de coletivo”, disse um radialista comunitário paraibano. As rádios, em sua maioria, são controladas por grupos políticos e não têm maior participação da sociedade civil.