Ouça nossa webradio

terça-feira, 2 de agosto de 2011

PARAÍBA


Comunicador da Rádio Voz Popular aposta no futuro da web rádio

O estudante Daniel Pereira (foto), participante do grupo gestor da Rádio Comunitária Voz Popular, da comunidade São Rafael em João Pessoa (PB), acredita que a web rádio é a forma de comunicação do futuro, principalmente para as pequenas e carentes comunidades que hoje investem em rádio comunitária na frequencia modulada e encontram grandes dificuldades para obter outorga do Governo. “Nossa rádio comunitária praticamente perdeu as esperanças de obter a licença, e agora estamos só com o rádio-poste, mas pensando num projeto de rádio web”, explicou.

Daniel disse que está rolando muita coisa interessante na área de rádio web que faz acreditar no futuro dessa mídia. “Quando o sistema digital público estiver integrado em todo o país, acredita-se que por volta de 2019, teremos cem por cento do Brasil coberto com sinal digital, e aí qualquer pessoa poderá sintonizar uma rádio web na TV ou no celular, garantindo audiência e produção de conteúdo a custo próximo do zero”, explicou Daniel. Para ele, quem sair na frente, investindo em rádio web desde agora, terá credibilidade e experiência no promissor futuro das Web Rádios. “Muita gente aposta nisso”, acredita.

A própria Rádio Cidade do Rio de Janeiro, fechou as suas portas para FM e vem transmitindo unicamente em sua nova Rádio chamada "CIDADE WEB ROCK", uma das melhores; senão a melhor do gênero e pela internet. Novos celulares, como os da Nokia e de outros fabricantes, aproveitaram a deixa das Web Rádios para incluir em seus aparelhos de terceira geração um player que pudesse reproduzir essas emissoras digitais. Basta você colocar o IP (Protocolo de Internet) e o PORT (Porta que dá acesso ao IP); que nada mais são do que o endereço do site com a sua respectiva PORTA, para escutar as Web Rádios também em seu celular.

Para Daniel Pereira, o que vai distinguir as Rádios Webs é a qualidade e originalidade dos conteúdos, porque cada vez mais está no ar um número cada vez maior delas, de todos os tipos e para todos os gostos. “Serão milhões num futuro próximo, cada qual com seu nicho de público específico. Por que não pensar em rádios webs comunitárias dirigidas para uma determinada comunidade?”, pergunta.