Ouça nossa webradio

domingo, 28 de agosto de 2011

Abraço invade a Esplanada dos Ministérios no Dia Nacional de Lutas das Rádios Comunitárias

Sóter, da Abraço, com faixa na Esplanada

A Esplanada dos Ministério foi preenchida por várias faixas que ilustraram o desejo de liberdade de expressão no rádio brasileiro. No dia Nacional de lutas das Rádios Comunitárias (25 de agosto), Brasília pôde ver e ouvir a força do movimento que dá de fato, voz à sociedade. Na frente do Palácio da Alvorada, diante do Congresso Nacional e nas laterais dos ministérios, a Abraço vez valer a celebração de seus 15 anos de existência em prol das comunidades brasileiras.

Para o Diretor de finanças da Abraço, Marcos Billy, o Dia Nacional de mobilização das rádios comunitárias e o décimo quinto aniversário da Abraço, foi um momento de celebração das conquistas realizadas durante todo esses anos de luta. “Este dia é um marco importante para a Abraço, mas ainda há muito para se conquistar. O decreto feito por técnicos do Ministério das Comunicações, só serve para amordaçar a voz do povo”, afirmou Billy.

Segundo Marcus Billy, as faixas que enfeitaram a Esplanada dos Ministérios nesta quinta feira, serviram para sensibilizar o governo Dilma sobre a necessidade de dialogar com o movimento a respeito das medidas provisórias e decretos. “Essas medidas do governo engessaram ainda mais a prestação de serviço de Radcom. É preciso que o governo ouça a voz do povo no marco regulatório, e nos dê o direito de existir com financiamento público”, disse.

A Abraço, solicita neste aniversário de 15 anos, que o governo cumpra os acordos firmados em reuniões, e principalmente os assinados na primeira Conferência Nacional de Comunicação (Confecom). E que as frases das faixas vistas em Brasília decorem o coração do planalto, para que sejam concretizados os anseios do povo.

Bruno Caetano
Da Redação