Ouça nossa webradio

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Cabo Branco e Correio se unem contra regulamentação de rádios comunitárias

Os opostos se atraem, ensina o velho ditado. Especialmente quando tem algo em comum. Como vem acontecendo com a Tv Cabo Branco e o Sistema Correio. Por trás da briga quase que homicida por audiência e prestígio político, existe algo que os une. É a luta contra projeto de lei que regulamenta a atividade das rádios alternativas na Capital.

Sabe-se que empresários dos dois sistemas foram fazer loby (ou pressão mesmo) sobre os vereadores da Capital para evitar que a matéria passe na Câmara. Não querem que figuras do povo dominem as ondas sonoras e chamem a atenção para um mercado em franca expansão no país.

Como justificativa, alegam que a Secretaria de Comunicação do Município não pode ficar com a prerrogativa de autorizar o funcionamento de rádios, vez que isso seria atribuição exclusiva da União.

A desculpa esconde um ranço empresarial que prefere aniquilar futuras ameaças na fonte. Ontem, Cabo Branco e Correio agiram em conjunto. Foram à Câmara, ligaram para os vereadores.

Ninguém é besta de “desobedecer” à ordem de ambos. Aliás, é provável que outros empresários se acostem à luta contra as rádios comunitárias.

Por tabela, acusam o governo de ser ditador. Também não o são? Agem querendo defender a voz do povo. Ma desde que a voz do povo seja transmitida pelos seus sinais. Nunca pelos sinais do próprio povo.

Chris Maurício

Rádio Comunitária Treme Treme

João Pessoa/PB