Ouça nossa webradio

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Dirigente da Abraço de SP chama a Abraço Nacional de pelega



O comunicador Jerry Oliveira (foto), de São Paulo, membro da direção regional da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), disse em comunicado pela internet que a entidade é subserviente aos interesses do Governo Federal, convocando os companheiros para “combater o peleguismo da Abraço nacional”. A acusação veio no bojo de comunicado sobre seu estado de saúde, vítima que foi de acidente vascular cerebral. “Não ficou nenhuma sequela, e daqui pra frente vou descartar as coisas que me fazem mal, tipo cigarro, revista Veja, Anatel, Abert e Abraço Nacional”, ironizou Jerry.

O militante do movimento convoca os companheiros para a luta pela reversão do quadro político que ameaça as rádios comunitárias. “Solicito aos companheiros do Sul e Sudeste da Abraço que não deixem de fazer a reunião de Curitiba, e aos companheiros da Abraço/SP peço realizar reunião urgente para encaminhar a luta, principalmente contra o ‘decreto do mal’ que afeta as rádios comunitárias e  contra o peleguismo da Abraço Nacional”, afirmou Jerry.

Em novembro de 2009, Jerry Oliveira foi preso em São Paulo, acusado de operar rádio comunitária sem outorga do Ministério das Comunicações.   “O ato foi um flagrante de ilegalidade, pois não poderia se configurar flagrante delito, haja vista a decisão da Juíza da 1º Vara Federal que entende que não se constitui crime a instalação de equipamentos de radiodifusão”, explica Oliveira. Ele afirma ainda que o delegado dizia tratar-se de ordens superiores, “o que demonstra a intenção de criminalização do movimento”, disse Jerry.