Ouça nossa webradio

sábado, 4 de fevereiro de 2012

VERBAS PÚBLICAS


Rádios comunitárias da Paraíba cobram ação mais efetiva da ABRAÇO regional

Alguns governos estaduais anunciaram repasses de recursos para rádios comunitárias, oriundos da verba de publicidade. Na Paraíba, o governador Ricardo Coutinho garantiu essa distribuição para as mídias alternativas, que deveriam fazer a publicidade das empresas públicas e administração direta, o que seria a democratização do acesso desses recursos, antes concentrados nas grandes empresas de comunicação do Estado.

Até o momento, no entanto, as rádios comunitárias não receberam da Abraço Regional nenhuma orientação sobre como proceder para ter acesso a esses recursos estaduais, sabendo-se que o Edital já foi publicado e as agências de publicidade já estão trabalhando os projetos de publicidade estatal com as mídias paraibanas.

A Abraço/PB vive o problema da inadimplência das rádios filiadas. Não seria essa fonte de rendas uma forma de viabilizar o pagamento das anuidades das emissoras e consequente crescimento da entidade no Estado? A verdade é que a Abraço/PB, apesar de ter um quadro de coordenadores de alto nível, pessoas comprometidas com causas sociais e qualificadas, não tem correspondido com as demandas do movimento de rádios comunitárias na Paraíba, no que se refere à sua organização e seus desafios, segundo crítica do radialista comunitário Marcelo Ricardo, da Rádio Comunitária Diversidade, de João Pessoa. “Nem um GPS a gente tem na Abraço, e essa falta de apoio logístico e assessoria técnica tem levado a que muitas rádios procurem outras associações, nem sempre honestas no que se refere aos princípios do verdadeiro radialismo comunitário”, afirmou Marcelo.