Ouça nossa webradio

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Um ouvinte padrão de rádio comunitária


Quase uma hora da tarde, calor, sede, fome, espremidos numa salazinha quente da Rádio Comunitária Diversidade, passando a manhã tentando gravar um programa de rádio com equipamentos precários nos intervalos do som altíssimo do barzinho em frente, porque acústica no local passa longe. Parece óbvio dizer que somos amadores, sem sofrimento que nos abale, porque o que fazemos é de gosto, e o que é de gosto regala o peito, como se dizia antigamente. É quando aparece um rapaz franzino com sua motocicleta de 50 cilindradas e pneus carecas, a cara suja de cal. Eu, de olhos atentos para a diferença, vejo naquele cara um desses malucos justos e humanos, de uma candura comovente nesse mundo cão. É o Macarrão, morador do conjunto habitacional popular José Vieira Diniz, na zona Oeste de João Pessoa, um lugar pouco favorecido, sem muita infra e com esgotos a céu aberto nas ruas.

A principal característica do Macarrão é que ele é um fanático ouvinte de rádio. O seu receptor portátil fica sintonizado o dia todo nas rádios de João Pessoa, principalmente a Rádio Tabajara AM. Pra onde vai leva o aparelho. Virou ouvinte padrão do programa “Alô comunidade”, apresentado por mim, Dalmo Oliveira, Marcos Veloso e Adriana Felizardo e retransmitido pela Rádio Diversidade.

Fomos receber o Macarrão com todas as honras que merece um ouvinte tão fiel. Ganhou a camiseta do programa, posou para fotos com os apresentadores. Agregou mais um valor social e humano ao nosso trabalho. Se mais ninguém ouvir o programa, estaremos satisfeitos sabendo que o Macarrão estará na escuta, mais uma fonte inspiradora de nosso pequeno, mas sincero esforço para melhorar a vida de quem precisa através da comunicação comunitária.

Sem saber disso, Macarrão capta a essência da comunicação comunitária feita pelas rádios populares. Ele é amante da Rádio Comunitária Diversidade, se acha um pouco dono da rádio. Macarrão só se sente realmente em casa passeando pelas ruas do seu bairro, conversando com os amigos, ouvindo seu rádio e ajudando a quem precisa de uma pintura na casa, uma limpeza no quintal ou uma troca de brincadeiras tolas para amenizar a vida sofrida.

Prometemos levar o Macarrão aos estúdios luxuosos da Rádio Tabajara, uma das poucas emissoras da Paraíba que não desrespeitam o ouvinte, empurrando goela abaixo as asquerosas bandas de “forró de plástico” e os boçais locutores de programas de baixaria.

www.fabiomozart.blogspot.com