Ouça nossa webradio

sábado, 24 de dezembro de 2011

História da Rádio Comunitária Santa Marta


Há muito tempo um morador do morro Santa Marta pensava em instalar uma rádio comunitária. Sabemos que não é fácil para o projeto virar realidade. É preciso organização e articulação. Em agosto do ano 2002, Luiz Kleber ou Ske como era conhecido dentro e fora do Santa Marta, participou de uma reunião na PUC, universidade que fica na Gávea, Rio de Janeiro. A parti daí Ske alimentou esse sonho junto com seu amigo Lula. No início, Lula pensou que seria só uma conversa. Mas ao passar algum tempo, Ske e seu parceiro Lula foram articulando esse projeto. Algumas pessoas participaram diretamente nesse sonho. Pastor Valdeci, com sua positividade e articulação, levou Ske e Lula em alguns lugares para tentar ganhar os equipamentos para montar a sonhada rádio. Infelizmente naquele momento não foi possível. Seis anos se passaram e com muita persistência Ske e Lula conseguiram uma parceria. Enfim nascia a sonhada rádio. A ONG Promundo doa os equipamentos para a 1º rádio comunitária no morro Santa Marta.

Em fase de teste, Ske e Lula botaram no ar a rádio “SOM DA CASA FM 106,1”. Neste momento ímpar começa a formar um corpo a sonhada rádio. Ske e Lula convidaram pessoas para fazer parte desse projeto. João Batista, Fiell e pastor Valdeci, se colocam a participar desse projeto de forma voluntária. Juntos fazem muito planos. Kleber que estava se recuperando de um problema de saúde estava muito otimista que tudo estava acontecendo. Infelizmente a vida é uma caixa de surpresa e naquele momento de felicidade Luiz Kleber teve uma recaída e a rádio dá uma parada. No mês de março de 2010, Ske infelizmente não suportou e veio a falecer no hospital. Ficamos muito tristes e desanimados, pois ele era o nosso pai, líder e irmão. Uma nova realidade que tivemos de enfrentar sem nosso inesquecível Ske.

Lula andava muito desanimado pelos becos do morro Santa Marta, a ponto de não querer mais saber de rádio. Depois de algum tempo Lula encontra o Rapper Fiell e fala sobre dar continuidade à radio:

Lula – Fiell, não quero mais saber de rádio.

Fiell – Lula agora mais do que nunca, temos que continuar esse sonho que nosso parceiro Ske sonhou! Então naquele momento Lula e Fiell assumiram essa responsabilidade de dar prosseguimento à rádio abrangendo artistas, articuladores e moradores do morro Santa Marta para mostrar seus valores.

Em uma palestra na UFRJ na Praia Vermelha, Fiell junto com o ator Alan Barcelos reencontra o músico MARCELO YUKA (ex- O Rappa), depois de muito tempo. Yuka pergunta como vai o Visão da Favela Brasil e sobre o hip-hop Santa Marta que Fiell coordena. Ao falar das lutas e conquistas, Fiell tem uma grande surpresa. YUKA doa uma rádio ao Fiell e ao Visão da Favela Brasil. Yuka fala: – Fiell estou doando essa rádio para você, espero que faça bom proveito. Sei que você é um cara sério e irá tocar essa rádio da melhor forma possível. No dia seguinte Fiell liga para o Lula e fala do presente doado pelo músico Marcelo Yuka.

Fiell – Lula, é o seguinte: o Marcelo Yuka doou uma rádio para nosso coletivo Visão da Favela Brasil. Como entre nós não temos individualismo o que você acha de juntar tudo e montar uma rádio só? Iremos abrir para todos que queiram colocar um programa com seriedade. Lula – Tô junto Fiell. Vamos tocar esse projeto com seriedade. Dando continuidade, nomeamos a RÁDIO COMUNITÁRIA SANTA MARTA 103,3 FM em homenagem a todos os comunicadores e moradores que lutaram e lutam por uma favela melhor em especial ao Kleber. Onde o Luiz Kleber (Ske) estiver com certeza ele estará muito feliz. Ske está em nossos corações, pois nos irradiava com sua simplicidade e humildade. Ele nos mostrou que temos que acreditar em nossos sonhos porque sonhar não paga nada. Hoje, a rádio Santa Marta está no ar e ecoando informação, música e entretenimento nos becos e vielas onde Ske viveu e lutou por uma vida mais digna.

www.radiosantamarta.com.br