Ouça nossa webradio

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Papel das rádios comunitárias é discutido em Orós-CE


Radialistas comunitários do Centro Sul participaram do curso de Programação Radiofônica Educativa e Comunitária no dia 13 de agosto, em Óros

No Ceará, os comunicadores das rádios Quixelô FM, Alencar FM de Iguatu e Nossa Fm de Óros discutiram sobre democratização da comunicação, rádios livres, comunicação comunitárias, educomunicação e rádios comunitárias.

O coordenador da Nossa FM, Cláudio Nascimento, ressaltou a riqueza do debate. “Recebemos ideias que podem ser adaptadas em nossa prática. O papel do radialista, principalmente dos comunitários, é a parceria com o cidadão”, afirma. Victor Lavor da Alencar FM concorda com Cláudio. “Conheci a história e como ser uma rádio comunitária”, disse. Já o diretor da emissora de Iguatu ressaltou a luta das rádios comunitárias. “Nossas emissoras perdem seus direitos antes tê-los”, defende. Por isso, para Marcelo Vilar, “precisamos aproximar nossas rádios”. Já Suzi Araújo reclamou que esperava um conteúdo mais técnico no curso.

O coordenador de organização e mobilização da Abraço Ceará, Sérgio Lira, explicou que, no próximo ano, deverão ser oferecidas capacitações mais técnicas com oficinas laboratoriais. “Esse é o primeiro ciclo de formação realizado a partir dos Encontros Regionais e do Seminário de Planejamento Estratégico”, esclarece Ismar Capistrano, coordenador executivo.

O curso de Programação Radiofônica Educativo e Comunitária já foi realizado nas regiões do Vale do Jaguaribe, em Jaguaruana; do Inhamuns, em Crateús; do Cariri, em Crato; do Sertão Central e Maciço do Baturité, em Itapiúna e do Centro Sul, em Óros. Os próximos serão nas regiões Norte e Metropolitana.

Informações: Abraço-CE