Ouça nossa webradio

terça-feira, 10 de julho de 2012

Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares existe ou é fantasma?


Membros da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares confraternizando

Um internauta duvidou da existência da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares no blog www.marifuxico.blogspot.com



A Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, para quem deseja saber, existe cartorialmente e na vida real. Sua história está registrada no livro “Democracia no ar”, de Fábio Mozart, à venda em livrarias na internet e no “Sebo Cultural” em João Pessoa. Ela funciona na sede do Centro Comunitário do Geisel, conforme certidão em nosso poder. Atualmente está fora do ar, aguardando desenrolar de processo administrativo no Ministério das Comunicações, mas tem blog na internet (www.radiozumbijp.blogspot.com) e faz circular um jornal, “Olhos abertos”, na comunidade onde atua. Além disso, faz parte ativamente do movimento de rádios livres e comunitárias da grande João Pessoa, produzindo semanalmente um programa temático sobre radiodifusão comunitária na Rádio Tabajara da Paraíba (AM), material de áudio que circula na internet e é reproduzido por várias emissoras comunitárias, sendo ouvido em mais de 20 países.


Na realidade, não temos nenhuma rádio comunitária no ar na capital da Paraíba, se considerarmos que a Rádio Cruz das Armas opera com padrão e perfil que não se coadunam com os preceitos e filosofia de uma emissora dessa natureza. Nem por isso se pode dizer que a Rádio Comunitária Diversidade do Jardim Veneza não existe, assim como a Rádio Independente do Timbó, a Rádio Comunitária Voz Popular da comunidade São Rafael ou a Rádio Comunitária Alquimia, do Mussumago, só porque estão momentaneamente sem operar em FM. Todas são ligadas a uma associação, buscam a outorga do Ministério das Comunicações e têm uma história de luta no movimento, muito mais consequente e séria do que alguns picaretas que conseguem outorga de rádio comunitária para benefício pessoal ou de grupelhos políticos, religiosos e/ou empresariais.

Realizamos oficinas de rádios e jornais comunitários, a partir das experiências do coletivo que gerencia a Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares e jornal OLHOS ABERTOS, do Conjunto Ernesto Geisel. A criação do jornal e da rádio foi uma das medidas desenvolvidas pela comunidade por entender que é primordial se ter uma alternativa à comunicação de massa que se limita a passar uma verdade, a qual nunca é a verdade do povo nem condiz com sua realidade. As oficinas montadas pelo coletivo servem de base para que outras comunidades aprendam mais sobre as alternativas dos trabalhadores neste campo midiático, a exemplo de recente convênio de cooperação técnica que estamos assinando com a Rádio Comunitária Mituaçu, que aguarda sua concessão, possibilitando que os cidadãos e cidadãs daquela comunidade quilombola na zona rural de João Pessoa conheçam e se apropriem dos mecanismos e ferramentas da comunicação, passando a determiná-los, para que moradores da periferia, tradicionalmente excluídos como sujeitos do processo simbólico, possam entrar em cena para produzir sua própria imagem.


A Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares existe e é reconhecida pelas instituições, sócia que é da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária no Estado da Paraíba e partícipe do projeto “Feminino Plural”, que produziu documentário sobre atuação das mulheres nas rádios comunitárias, prestes a ser lançado com o patrocínio da Fundação de Cultura da Prefeitura Municipal de João Pessoa.