Ouça nossa webradio

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Abraço Nacional acusa senador paraibano de tráfico de influência no Ministério das Comunicações

Vital do Rego Filho (PMDB)

O Coordenador Executivo da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária, José Sóter, acusou o senador paraibano Vital do Rego Filho de fazer tráfico de influência no Ministério das Comunicações. Segundo José Sóter, ao anunciar que conseguiu outorgas para rádios comunitárias no Estado, o senador estaria querendo tutelar essas emissoras de forma indevida. A inclusão de uma comunidade no Plano Nacional de Outorgas depende exclusivamente da demonstração de interesse por parte da comunidade. Não segue orientação ou solicitação deste ou daquele parlamentar. O que ele pode fazer é tomar conhecimento das localidades incluídas e divulgá-las para os interessados, não mais do que isso. Ao assumir a paternidade da inclusão de uma rádio nesse plano de outorgas, o senador Vital coloca em suspeição todo o processo administrativo e a atuação dos funcionários do próprio Ministério das Comunicações, pois fica caracterizado tráfico de influência, essa praga que atrapalha a administração pública”, afirmou Sóter.

O senador Vital do Rego publicou que foi graças à sua interferência que mais de 50 rádios comunitárias na Paraíba receberam a concessão do Ministério das Comunicações para operar, entre elas as rádios comunitárias de Sapé, Caldas Brandão, São José dos Ramos e Riachão do Poço. Entretanto, a rádio comunitária de Sapé foi ao ar em 1999, portanto tem mais de 15 anos de outorga, e em São José, Caldas Brandão e Riachão do Poço não tem nenhuma rádio comunitária operando nem processos em tramitação.