Ouça nossa webradio

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Ativistas sociais concorrem aos conselhos tutelares de JP


Direitos das crianças terão novos defensores nos conselhos
João Pessoa vai escolher no próximo domingo, dia 4, os novos membros para os  Conselhos Tutelares das regiões Norte, Sul, Sudeste, Mangabeira, Praia, Cristo e Valentina. Ao todo serão eleitos 35 candidatos para trabalharem nessas sete regiões a partir de 2016 . Segundo o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Sandro Gomez, o crescimento da população de João Pessoa demandou a implantação de dois novos conselhos, no Cristo Redentor e no Valentina de Figueiredo.




Após a inscrição de 117 candidatos, apenas 46 foram habilitados para concorrerem às vagas. De acordo com Gomez, só podem concorrer pessoas quem tenham atuação comprovada junto a alguma organização de defesa dos direitos da criança e do adolescente regularmente inscrita no CMDCA.

A eleição acontece das 8h às 17h do dia 4 de outubro e os locais de votação podem ser conferidos no site da Prefeitura de João Pessoa. Tem direito a votar todo cidadão com mais de 16 anos com inscrição eleitoral baseada em João Pessoa e o voto é facultativo.

Segundo Fábio Mozart, coordenador de comunicação da ONG Sociedade Cultural Posse Nova República, que atua na zona sul da cidade, no bairro do ex-ditador Ernesto Geisel, a eleição para conselheiros tutelares é mais importante do que as eleições para vereador e prefeito, porque envolve de perto os destinos das crianças e da juventude nas comunidades.

Ele diz que a entidade recomenda a votação em Verônica Silva de Oliveira, na Região Mangabeira; Maria de Lourdes Farias (Malu), na Região Norte e em Ricardson da Silva Dias, na Região Sul.

Verônica tem uma militância antiga nos movimentos sociais na região dos Bancários, Timbó e adjacências. Malu é ativista antiga do movimento negro e ensina capoeira há mais de duas décadas na região do Róger, Varadouro, Tambiá e Cidade Baixa. Ricardson Dias é militante do movimento de rádios comunitárias e tem uma inserção social reconhecida na Região do Jardim Veneza, Bairro das Indústrias, Oitizeiros, Funcionários e adjacências.