Ouça nossa webradio

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Abraço-RS realiza seu 8° Congresso e Ministério das Comunicações se compromete com revogação das normativas que criminalizam as rádios comunitárias


Rádios comunitárias cobram do Governo Federal o fim da industria das multas e do choque de frequências 
Na sexta-feira dia 08 de maio, em Cachoeira do Sul, teve inicio o 8° congresso das rádios comunitárias do Rio Grande do Sul. As delegações de rádios comunitárias de todo estado concentraram-se no hotel Everson, centro cidade logo no inicio da tarde.

A abertura do evento contou com a presença de representantes do Ministério das Comunicações Senhor Samir Nobre e Adolfo, dos Deputados Federais Elvino Bohn Gass e Dionilson Marcon e dos estaduais Jeferson Fernandes e Eddegar Pretto, do Secretário de Comunicação da Central Única dos Trabalhadores Elton Lima, o Prefeito Municipal de Cachoeira do do Sul e a Vice Prefeita Municipal de Cachoeira do Sul, da representação da ABRAÇO-SC, por sua Presidente Inês Fortes e do MNRC-PR pelo Militante Luiz Dzulinski.

O primeiro painel foi com o representante do Ministério das Comunicações, Sr. Adolpho Henrique Almeida Loyola que representava na ocasião o  Secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica,
 Sr Emiliano José, e o responsável pela radiodifusão comunitária Sr. Samir Nobre, o tema foi a situação das rádios comunitárias no Brasil.
Logo na abertura, o MINICOM, através de Samir Nobre, manifestou suas intenções oriundas dos debates até ali e reiterou que viera mais pra escutar do que pra falar,
As  representações de rádios comunitárias cobraram do governo solução para o caos que se encontra o sistema, impedindo avanços na sustentabilidade, construindo problemas técnicos que impedem as comunidades de ter garantido o direito humano a comunicação. Fizeram entrega de processos e cobram a resposta sobre uma ação de anistia das multas resultantes da norma 01 de 2011.