Ouça nossa webradio

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Rádio Comunitária de Morro da Fumaça comemora primeiro ano no ar

Maria Mazon apresenta programa na rádio

A Associação de Radiodifusão Comunitária de Morro da Fumaça comemorou um ano de prestação do serviço de comunicação comunitária com a autorização do Ministério das Comunicações. A data foi marcada com uma confraternização envolvendo a comunidade, lideranças políticas, direção da associação, colaboradores culturais e demais agentes envolvidos nos trabalhos que a entidade desenvolve.

O representante da Abraço Sul, Aldo Dolberth, destacou a importância do envolvimento da comunidade. “Este é um momento de celebração porque uma conquista como esta de ter uma radio e saber de seu significado magia que nos traz cultura acima de tudo esta integração e envolvimento da comunidade.

O comunicador da Rádio Estação e colaborador da Rádio Fumaça, Aguinaldo Seolin, destacou a importância das parcerias. “Estamos há anos na luta e este é um momento de muita graça para nós. Sabemos que neste processo somos todos parceiros e não concorrentes, esta é nossa maior”, finaliza.

Aldo destaca a luta contra o monopólio da comunicação. “ Estamos em uma importante luta contra o monopólio da comunicação também para divulgação da cultura e desenvolvimento das comunidades o envolvimento de todos é muito importante”, completa.

O diretor da radio comunitária de Morro da Fumaça, Ari Arlei Estes de Matos, fala sobre as parcerias conquistadas ao longo dos anos. “Foi muito tempo de espera, varias pessoas estiveram envolvidas no projeto e somos gratos a cada um que se doou para que hoje tivéssemos garantida esta conquista”.

Na oportunidade foi realizado ainda um show cultural com jovens talentos e homenagem as pessoas que participaram da história da rádio.

Histórico

Fundada em 1997 a Associação de Radiodifusão Comunitária de Morro da Fumaça(ARCOMF) iniciou seu trabalho junto a comunidade fumacense motivada pelo Pe. Arcangelo Buss. Vigário geral da paróquia há algum tempo prestava assessoria a uma das associações comunitárias da região pioneiras no serviço de radiodifusão localizada em Jaguaruna a sambaqui FM foi o suporte para os trabalhos iniciados em Morro da Fumaça coordenado pelo pároco padre Angelo Buss.

Inicialmente o trabalho foi realizado sem autorização do Ministério das Comunicações (MC). Com o passar dos anos e com a fiscalização freqüente foi necessário uma liminar para manter a emissora operando o serviço de radiodifusão no município. Além do arquivamento do processo que estava em andamento em Brasília, anos depois foi perdido o direito do serviço que a liminar garantia.

Após este período foi iniciado um processo de trabalho diferenciado, para que a associação conquistasse junto ao Ministério das Comunicações a liberação da licença de funcionamento.

Tendo como base de trabalho os anseios das pessoas nas diferentes comunidades a programação da rádio comunitária está sendo ampliada e sofrendo algumas transformações afim de melhor informar e envolver a comunidade.

O recebimento da licença trouxe a Morro da Fumaça uma fonte de transmissão de informação diferenciada. Ligada a Associação de Rádios do Sul de Santa Catarina (ARCOS) e a Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO) a emissora comunitária de Morro da Fumaça, pauta junto as demais associações do Brasil uma série de melhorias e demandas para as rádios comunitárias.

A melhoria na estrutura da rádio e a formação por meio de oficinas de radiodifusão trabalhada junto as pessoas que realizam trabalho voluntário e o acompanham os acontecimentos da cidade levando estes para o espaço de debate da rádio tem sido trabalhado pela da direção da ARCOMF.