Ouça nossa webradio

domingo, 6 de novembro de 2011

Rádio Comunitária Alternativa é roubada em Ji-Paraná-RO

Programa Espaço Cidadão, na Rádio Comunitária Alternativa

A Rádio Comunitária Alternativa FM (104,9), do município de Ji-Paraná no Estado de Rondônia, teve seus equipamentos roubados. O crime aconteceu entre às 23h de domingo (23/10) e 4h da segunda-feira (24/10). Os ladrões levaram transmissor, gerador estéreo, compressor de áudio, monitor LCD e um computador. A ocorrência foi registrada na delegacia do município, mas até agora o caso continua em investigação. Mesmo após o crime, a emissora voltou a funcionar com equipamentos auxiliares, porém, com uma qualidade inferior aos que foram furtados.

Há 14 anos no ar, a Alternativa FM, tem em seu histórico uma grande contribuição social e cultural para o município de Ji-Paraná-RO. A rádio presta serviços de utilidade pública, informação e divulgação dos talentos da terra. Hoje a emissora têm 13 colaboradores diretos, 20 indiretos e ainda conta com mais de 30 instituições que veiculam conteúdos em sua programação. Por ser verdadeiramente comunitária, a emissora foi reconhecida como Utilidade Pública pelo Poder Municipal em 2011.

Para o atual Diretor da rádio, Pedro Bosi, é preciso implantar um sistema de segurança na Região Amazônia para evitar os furtos. Outro problema, segundo ele, é a tentativa de manipulação política, com ameaças feitas aos comunicadores. “Precisamos de um programa de fortalecimento das Radcom nesta região, pois os recursos aqui são poucos, e falta treinamento aprofundado sobre projetos sociais. Ficamos a mercê da sorte, se mantendo através de apoios culturais”, disse Pedro Bosi.

Mesmo com toda a dificuldade encontrada, a Rádio Alternativa tem feito heroicamente um papel fundamental em Ji-Paraná. Existe um banco de emprego, onde cerca de 100 pessoas por mês fornecem serviços de utilidade pública à população. É feito também um forte trabalho para pessoas e animais desaparecidos, anúncios de eventos sociais e culturais, além de uma cobrança constante que a emissora faz ao poder público para resolver os problemas da região.

Bruno Caetano
Abraço Nacional