Ouça nossa webradio

domingo, 27 de novembro de 2011

Programa de Rádio Comunitária oferece liberdade de expressão para pacientes com problemas de saúde


Dar voz e vez a um grupo marginalizado por preconceitos e paradigmas. Realizado pelos usuários do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Guaxupé, no sul de Minas Gerais, o programa LoucuSão é um dos maiores exemplos de comunicação democrática no rádio. Transmitido quinzenalmente pela Rádio Comunitária Guxupé (87HZ FM), o projeto foi idealizado pelo psicólogo e também radialista da emissora, Dr. Rodrigo Silva de Sá Pedro, pela psicóloga e ex-funcionária do CAPS Dra. Malu Alves e pelos usuários e funcionários da instituição.

De acordo com Rodrigo de Sá, o programa é um interessante instrumento de formação de opinião pública, para o trabalho da inclusão social e do resgate da cidadania de pessoas com problemas de saúde mental. Para o psicólogo é importante esclarecer dúvidas e divulgação dos serviços de saúde mental da cidade, e também debater temas diversos. “O programa busca trabalhar o conceito de “loucura” estabelecido pela sociedade, mostrando os benefícios que a reforma psiquiátrica pode trazer aos cidadãos. Provar a possibilidade de convivência com os diferentes e com as diferenças”, explica Rodrigo.

O LoucuSão, que é uma idéia antiga dos organizadores, estreou no dia 02 de junho com manifestações significativas dos ouvintes. “Uns mais emocionados, outros, surpresos por ouvirem no rádio pessoas que antes tinham medo. Pessoas que com suas dificuldades, manifestaram seus valores, suas histórias de vida, suas capacidades”, conta o psicólogo e radialista. Quinzenalmente nas quintas-feiras às 10h30, o programa tem duração de aproximadamente 15 minutos, dentro do noticiário “O Giro Por Guaxupé”.

Já foram realizados dois programas, com histórias bastante interessantes. Um dos casos mais emblemáticos, segundo Rodrigo, foi a história de um rapaz que era muito temido na cidade, pois a população o enxergava como um “problema sem solução”. “Os ouvintes se surpreenderam com aquela pessoa falando. Essa forma de contato é muito importante, pois possibilita estas reflexões por parte das pessoas”, analisa.

A Abraço parabeniza todos os responsáveis pelo programa de rádio LoucuSão. Estas fabulosas iniciativas ilustram o bem que a livre comunicação no rádio proporciona para a sociedade. Para os usuários do CAPS, que fazem o programa, é uma bela forma de manifestação que liberta suas opiniões e sentimentos tão incompreendidos para o mundo. Para os ouvintes, o programa através dos ouvidos, lhes dá outra visão e esclarecimento sobre aquele grupo de pessoas. Isto é comunicação comunitária.

Bruno Caetano
Abraço Nacional