Ouça nossa webradio

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Fiscais da Anatel sequestram equipamentos de rádio comunitária em Roraima e ABRAÇO/RO denuncia "piratas"


A Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária no Estado de Rondônia denuncia que o Escritório da Agência Brasileira de Telecomunicações sequestrou os equipamentos da rádio comunitária mantida por associação com sede em São Francisco do Guaporé, a 700 quilômetros da capital Porto Velho. “Os agentes foram descorteses com os comunitários que lutam por um projeto de comunicação popular em uma cidade de mais de 20 mil habitantes que não conta com nenhuma emissora de rádio, e até hoje o Ministério das Comunicações não publicou aviso de habilitação para aquela comunidade”, afirma boletim da Abraço.

A entidade que congrega as rádios comunitárias aproveitou para denunciar “rádios que operam na região sem outorga, e sem serem importunadas pela Anatel”. Segundo Edmilson Costta, Coordenador da Abraço, “fizemos relatório sobre uma rádio chamada ‘Tempo e paz’ que fica no meio do mato sem moradores e sem ninguém para cuidar, fechada por cadeados. Apenas está ligada a uma antena parabólica transmitindo uma programação fora do estado de Rondônia.
Em plena capital do estado de Rondônia – Porto Velho e na cara da Anatel, por três vezes a diretoria da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária - Abraço – RO esteve local para conferirnão encontramos uma alma viva por perto”, diz a nota.

“O escritório da Anatel e seus fiscais em Porto velho saem da capital, passando por outras definitivamente piratas e não levam os equipamentos. Só em Ji-Paraná, aos finais de semana, tem cinco rádios piratas no ar e não fazem nada. No distrito de Triunfo tem duas emissoras clandestinas, e por aí vai”, conclui Edmilson.