Ouça nossa webradio

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

LADRÃO VIRTUAL


Joaquim reclama do blog da Zumbi

Caro Camarada!!!!

A tua prática de desrespeito ao trabalho alheio não pode prosperar.

Tudo que eu uso do material produzido por vcs eu cito a fonte e lhes aviso que estou usando, mesmo que seja indicado outra fonte .. indico de onde peguei o conteúdo.

Diferente de vcs que pegam o material que eu disponibilizo do ning, e desconsideram o meu trabalho de pesquisa.

Pesso que revejam o procedimento.

Estou mandado cópia desse email para os amigos Moreira e Fábio Mozart.

Registrando o meu descontentamento.
JOAQUIM CARLOS

Caro Doutor Joaquim:

Peço (ou pesso, depende da ortografia de cada um) desculpas por não ter citado a fonte.
É que me chamam tanto de pirata, de saqueador... que eu acabei me acostumando a copiar e distribuir na rede as notícias que me interessam, sem citar a fonte. Roubo explícito de direitos autorais.

Pecado mortal, sem dúvidas...

Aprendi que:

Copiar e colar o post inteiro “linkando” a fonte, mas sem citar o autor encaixa-se no crime de plágio.
Copiar e colar o post inteiro sem citar e sem “linkar” a fonte encaixa-se no crime de plágio e no pecado capital da avareza.
Copiar e colar o post inteiro sem autorização de quem detém os direitos autorais, citando e “linkando” a verdadeira fonte apenas no final do texto é o crime de contrafação.
Copiar e colar o post inteiro sem autorização do quem detém os direitos autorais, citando a fonte no final do texto, mas sem “linkar”, encaixa-se no crime de contrafação e no pecado capital da avareza.
Copiar e colar o post inteiro com autorização do autor, citando e “linkando” a fonte encaixa-se no pecado capital da preguiça.

De todo modo, sou réu confesso. Mea culpa, mea maxima culpa!