Ouça nossa webradio

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Comunitária de Realengo espera outorga por mais de 20 anos


A galera da Resistência fazendo a
manutenção do direito à comunicação
A imagem lembra a foto de Joe Rosentha, quando fuzileiros navais fincaram a bandeira estadunidense no dia 23 de fevereiro de 1945, no topo do Monte Suribachi, durante a Batalha de Iwo Jima na Segunda Guerra Mundial. Mas a cena é outra! No lugar dos fuzis, as furadeiras e chaves-de-fenda. Quatro sujeitos pousam para a câmera depois de instalarem a nova antena de transmissão da Rádio FM Comunitária Resistência, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.


A foto histórica, como aquela de Iwo Jima, mostra o Barbudo, Jorginho das Candongas, Antônio Moura e Edson Guedes, instalando o equipamento a cerca de 35 metros de altura, numa região que no entorno é toda rodeada de morros, típica característica geográfica do Rio de Janeiro.
O coletivo tenta outorga desde 1994, junto ao Ministério das Comunicações, sem sucesso. Segundo Guedes, a entidade mantenedora da Rádio Resistência tem arquivada uma boa quantidade de oficios expedidos ao orgão regulador da radiodifusão brasileira e já possui um histórico considerável de manifestações públicas em defesa da democratização dos meios de comunicação, denunciando o monopólio da mídia e outras bandeiras históricas do movimento.



Para conhecer melhor a proposta de Resistência FM do Realengo, acesse: http://www.radioresistencia.com.br/programacao.php