Ouça nossa webradio

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Programa de rádio web leva debate sobre cotidiano com leveza e humor em João Pessoa

Fábio Mozart e Dalmo Oliveira, da equipe do Multimistura

O Leão de Bibelô, como gosta de se definir o comunicador Fábio Mozart, com o jornalista Dalmo Oliveira, o professor Ivaldo Gomes e os radialistas Marcos Veloso e Beto Palhano, produzem o “Multimistura”, que vai ao ar todos os dias às dez horas da manhã e 22 horas na Rádio Web Zumbi dos Palmares. “É um programa opinativo a partir dos olhos aguçados dos companheiros que sabem de tudo, principalmente sabem onde o calo aperta, com o consistente recheio da inteligência do homem comum que, livre das amarras de um programa convencional de rádio, abordam temas nem sempre tão digeríveis, com todas as letras, sorrisos e ironias”, esclarece Mozart.

Segundo Dalmo Oliveira, o programa se alimenta do cotidiano, dos fatos do dia a dia que saem na mídia, “aos quais emprestamos leveza, humor e subversão”, completa. E mais ainda, serve para promover artistas alternativos.

A Rádio Web Zumbi dos Palmares opera 24 horas com grade acessível a Smartphones, Tables etc. A rádio pretende transmitir também ao vivo, assim que tiver uma conexão estável e potente, a partir do seu estúdio no bairro Ernesto Geisel, em João Pessoa, Paraíba. A emissora web também transmite reprises diárias do programa “Alô comunidade” que produz aos sábados para a Rádio Tabajara da Paraíba AM. “Gostamos do esquema de controlar nossa programação, sem amarras comerciais nem compromissos de qualquer espécie a não ser com a difusão da boa música e o bom debate. Nossa viagem pela blogosfera é suave como o pássaro que controla o próprio voo”, poetisa Oliveira.

O professor e mestre de Yoga, Ivaldo Gomes, foi convidado para entrevista no “Multimistura”, gostou da proposta e passou a fazer parte da equipe do programa. “É muito divertido, é uma terapia. E eu acho que o futuro do rádio é na internet, principalmente o rádio livre, sem envolvimento com podres esquemas comerciais e políticos”, afirmou.  

O público alvo do programa é, inicialmente, os amigos e contatos através das redes sociais. A Zumbi investe no segmento “libertário”, com programas alternativos e experimentais. “Queremos chegar a um patamar de 2.000 ouvintes que se identificam com o formato da grade de programação da rádio, melhorando a qualidade da emissão e investindo em equipamentos, apostando na interatividade e a segmentação musical de acordo com o perfil do nosso ouvinte”, disse Dalmo Oliveira. Para ele, o empreendimento está garantido porque é “custo zero”. “Dependemos apenas dessa equipe que gosta do que faz e está compromissada com a proposta da emissora, sem reclamar do salário”, explicou.