Ouça nossa webradio

domingo, 1 de setembro de 2013

Comunidade periférica de João Pessoa retoma luta para ter sua rádio comunitária

Paulo Batista 
A Associação Unificada dos Moradores do Bairro de São José, em João Pessoa, Paraíba, retoma a organização da sua rádio comunitária, que antes funcionava na sede da entidade e foi fechada, segundo Paulo Batista Alves, que é Presidente da associação. Ele disse que a repressão oficial fez recuar o projeto, antes tocado por Júnior e Rubinho, técnicos de som e amantes da radiodifusão. “A rapaziada está tentando retomar a ideia da rádio, porque atualmente nem as caixinhas de som nos postes funciona mais, e é importante a gente contar com esse meio de comunicação com a comunidade, já que usar carro de som é muito dispendioso quando queremos comunicar alguma coisa importante”, disse Paulo.

O bairro de São José é conhecido pelos altos índices de violência e pelas condições não muito favoráveis de urbanização. Na comunidade, já foram instaladas unidades de policiamento social, postos de saúde e escolas, mas falta a urbanização que é motivo de vários projetos governamentais, esses bastante problemáticos porque a comunidade fica às margens do rio Jaguaribe, em área de preservação ambiental.

Paulo Batista disse que foi realizada reunião com lideranças do local no dia 28 de agosto, para retomar o projeto de instalação da rádio comunitária. Foram convidados o projeto “Sou do bairro”, as igrejas evangélicas e lideranças católicas e principalmente pessoas que têm influência no bairro, como o atleta Jônata, mentor de um projeto que objetiva tirar os jovens da ociosidade através da prática esportiva. “Não registramos estatuto, ainda estamos na fase embrionária, mas acho que agora o projeto da rádio vai dar certo nessa comunidade ribeirinha”, acredita Paulo.