Ouça nossa webradio

terça-feira, 26 de julho de 2016

Rádio comunitária de Pilar (PB) recebe apoio da população


Edinaldo Trajano ou Trajano Júnior como é conhecido, natural de Lagoa Seca em Campina Grande, residente na cidade de Pilar ha dois anos, atualmente comanda a Rádio Comunitária Cidade FM de Pilar.

Sua paixão pelo rádio vem desde que era criança. Levado pelo pai aos estúdios da rádio Caturité FM, rádio mais antiga da rainha da Borborema, o comunicador se encantou com todo aquele universo radiofônico. Diz ele que foi amor à primeira vista. De lá para cá já são quinze anos que vem militando na radiodifusão comunitária. Trajano já passou por diversas rádios comunitárias, entre elas Rádio Cruz das Armas FM, onde comandava um programa. O comunicador ressalta que já teve uma emissora fechada pela Anatel na sua terra, Lagoa Seca.

A Rádio Cidade de Pilar está no ar há três meses em caráter experimental, sob licença provisória até que seja implantada uma associação de radiodifusão local, para que se possa iniciar o processo para aquisição de documentação necessária para se dar entrada no pedido de concessão da rádio. Trajano ainda lembra que depois de criada a associação, será preciso coletar cerca de duas mil assinaturas, bem como é necessário o apoio de todas as lideranças comunitárias da cidade para que se tenha êxito no processo.

O comunicador revela que a maior dificuldade em se fazer radio comunitária é a falta de apoio e a discriminação para com a mídia alternativa. Lembra que a cidade de Pilar, uma cidade histórica, a segunda mais antiga da Paraíba e ainda não tem uma concessão de rádio comunitária. Ainda lembra que entre todas as cidades que passou, Pilar foi à cidade que mais mostrou interesse pelo rádio. “A população me acolheu muito bem”, revela.

Atualmente na grade da Rádio Cidade FM vem sendo veiculado programas diversos entre religiosos, esportivos e musicais e complementado com merchandising e playlist. Segundo opinião de alguns ouvintes, a rádio tem sido bastante ouvida pelo povo, pois este vem se identificando com o que é veiculado na sua grade de programação, tornando-se uma atração à parte no cotidiano do pilarense.  Conforme afirma o comunicador, a rádio é para o povo de Pilar, para divulgar a cultura da cidade, a rádio é para utilidade pública.

"Penso em muito breve montar um programa onde o artista da terra possa ter seu espaço, onde ele possa divulgar sua arte, onde possa levar cultura resgatando a cidadania, valorizando e incentivando estes talentos que estão esquecidos sem ter uma chance para mostrar sua arte, sua música. A rádio comunitária é para levar informação, promover cidadania, dando oportunidade ao artista da terra, é pensar o lado social da população” finaliza.


 Redação do blog Evanio Teixeira