Ouça nossa webradio

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Assassinato de radialista comunitário de Alagoas completa dez anos


O caso aconteceu há dez anos atrás em Santana de Ipanema, em Alagoas. No dia 11 de julho de 2004, o radialista Jorge Lourenço dos Santos  saiu de sua casa, onde também funciona a rádio comunitária Criativa FM, para guardar o carro, que estava estacionado em frente. Dentro do pátio, ao deixar o veículo, foi surpreendido por um homem que disparou contra ele quatro tiros de uma pistola 380. Santos caiu no chão ao lado do carro. Um dos filhos que estava no local, ao ouvir os tiros, saiu correndo atrás do assassino, mas foi contido pelos vizinhos. Eles temiam que também o rapaz fosse morto. A sede da rádio e da residência de Santos fica na BR 316, na entrada da cidade de Santana do Ipanema.

Causa provável: críticas feitas em seu programa de rádio a políticos e a personalidades da região. Não foi apontado nenhum suspeito. A polícia disse que trabalhou com várias hipóteses, porque o radialista atacava muita gente com suas críticas. Depois, as investigações apontaram o envolvimento de Renilde Silva Bulhões Barros, ex-prefeita da mesma cidade, no assassinato do radialista. O processo ainda hoje rola pelos escaninhos da Justiça alagoana.


Jorge Lourenço apresentava o Programa do Forró das 6h às 8h, e das 16h às 18h. Entre uma música e outra, fazia críticas e observações sobre políticos e a situação da região. Também fazia campanhas em prol das pessoas humildes.