Ouça nossa webradio

sábado, 16 de outubro de 2010

Abraço diz que governo criminaliza as rádios comunitárias


MINICOM E ANATEL CRIMINALIZAM AS RADCOM,
O QUE A UDR NÃO CONSEGUIU FAZER COM OS TRABALHADORES SEM TERRA - MST

Redação Abraço

Vejam vocês que ironia! O Ministério das Comunicações em conluio com a Anatel e o mercado das Comunicações conseguiram outro jeito de criminalizar o movimento das rádios comunitárias. Vocês se lembram de algum tempo atrás, quando a UDR tentou imputar aos trabalhadores sem terra a condenação de não participar de programas de reforma agrária se tivessem participado da ocupação de alguma área?
Pois é. Agora a Abert e seus asseclas conseguiram imputar aos radialistas comunitários essa condenação. Ou seja, impuseram ao Ministério das Comunicações e à Anatel a condenação das rádios comunitárias pelo arquivamento de seus processos “POR EXERCÍCIO/OPERAÇÃO ILEGAL DE SERVIÇO DE RADIDIFUSÃO COMUNITÁRIA, NOS ÚTIMOS CINCO ANOS, CONFORME RELATÓRIOS DA ANATEL”.

Isso significa que as rádios realmente comunitárias estarão todas impossibilitadas de terem os seus processos deferidas, pois devido à omissão do próprio Ministério que criou um monte de barreiras burocráticas para se conseguir a autorização e da Anatel que mantém trancado a sete chaves os planos de referência que destinam os canais às comunidades, o povo tem feito uso de seu direito constitucional à livre manifestação de pensamentos e à democratização do acesso à informação e tem montado as suas emissoras em quase todas as localidades desse país.

ISSO É UM ABSURDO!


José Sóter
Coordenador Executivo Abraço Nacional
Secretário Geral FNDC 61-99648439